Streaming Educacional: O Futuro da Educação

Uma pesquisa divulgada pela Nielsen Brasil, em parceria com a Toluna, mostrou que 42,8% dos brasileiros consomem conteúdos de streaming diariamente e outros 43,9% o fazem pelo menos uma vez por semana. Essa tendência que se fortaleceu e acelerou ainda mais com a chegada da pandemia e a necessidade de isolamento social, no entanto, não ficou somente nos filmes e músicas, mas chegou na educação: o conceito chama-se streaming educacional.

Esta é uma estratégia que cada vez mais vem fazendo sentido para o setor da educação, e especialmente durante a pandemia, tornou-se essencial. O streaming educacional consiste na transmissão de conteúdos de educação através de plataformas de vídeo

Assim, seja através de uma assinatura paga mensalmente pelo usuário — tal qual o Netflix ou Amazon Prime, por exemplo —, seja por meio da compra de pacotes fechados, os estudantes têm acesso a transmissões de conteúdo totalmente online e de qualidade.

Neste artigo você vai conhecer um pouco mais sobre a aplicação do conceito de streaming, na prática, à educação. Conheça o exemplo da Inicie Conteúdos, da Inicie Educação, que disponibiliza mais de 3 mil horas de conteúdo através de sua plataforma totalmente online e digital.

Confira!

O que é streaming educacional

O recurso de streaming consiste na transmissão controlada de conteúdos através de uma plataforma online. Seja de vídeos — como é o caso da Netflix e Amazon Prime —, seja de áudio — como as plataformas Spotify e Deezer. Esta configuração caracteriza uma produção e disseminação de conteúdo por demanda, e a geração dessa demanda vem dos usuários que estão do outro lado do balcão assinando por este serviço.

A grande vantagem deste formato está principalmente na variedade de conteúdos que são disponibilizados sem que o usuário precise adquirir individualmente cada um deles, mas também na flexibilidade de poder consumi-los conforme sua disponibilidade e interesse.

E assim também funciona com o streaming educacional, que nada mais é do que a transposição deste cenário para o universo da educação. Nos moldes tradicionais de educação no Brasil, nós temos o ambiente da escola ou universidade onde há um professor de pé e de frente para os alunos transmitindo o conhecimento naquele tempo/espaço. Os alunos precisam se disponibilizar todas as manhãs, por exemplo, e permanecer na sala de aula e prestando atenção por um período de aproximadamente quatro horas, dependendo da instituição.

Depois, como resultado desse processo, são aplicadas provas e trabalhos para mensurar quanto do que foi transmitido os alunos realmente aprenderam, memorizaram ou absorveram.

Já é do conhecimento do grande público que este formato não é o mais adequado quando pensamos nos processos de aprendizagem, visto que pouco motiva ou engaja os estudantes. E é pensando neste contexto que surgem as iniciativas e plataformas de streaming educacional, onde professores produzem conteúdos adequados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a empresa ou instituição responsável os disponibiliza online para o consumo dos estudantes.

Vale sinalizar que este formato ainda não substitui completamente o ensino regulamentado no Brasil, de modo que funciona como um suporte e uma experiência extra. O processo de aprendizagem através do streaming educacional se dá com total amparo dos professores e educadores envolvidos, podendo ser de forma remota ou presencial.

Conheça a seguir um pouco mais sobre como funciona este processo na Inicie Conteúdos.

Como funciona com as unidades curriculares da Inicie Conteúdos

A plataforma de streaming educacional Inicie Conteúdos, da Inicie Educação, opera através do sistema de Unidades Curriculares e Itinerários Formativos. Sendo assim, disponibiliza conjuntos de conteúdos educacionais, todos já adequados às diretrizes da BNCC, que podem ser selecionados por cada estudante, com o apoio dos professores.

Este processo se dá de uma maneira na qual os professores assumem um papel mais de mentores do que necessariamente de detentores do conhecimento, como nos modelos tradicionais. Além disso, os estudantes se tornam protagonistas do seu próprio processo de aprendizagem, sentindo que têm o poder da escolha sobre que conteúdos desejam consumir para se aprofundar.

Novamente, é importante sinalizar que existe uma exigência mínima e básica dos conhecimentos e competências que o estudante deve ter ao finalizar a escola, e isso não está posto como opção de escolha para ele. O que o streaming educacional permite, por outro lado, é uma experiência de aprendizagem atualizada, personalizada e que proporciona maior autonomia dentro daquilo que pode ser escolhido.

Além deste contexto mencionado, confira outras vantagens do uso do streaming como ferramenta para transformar a educação:

  • permite maior interatividade e colaboração, principalmente quando a transmissão estiver ocorrendo ao vivo;
  • proporciona enriquecimento tecnológico para as instituições que o implementa;
  • as plataformas coletam dados sobre o consumo que podem ser analisados pela instituição para entender o que está fazendo mais sentido para cada público e como isso pode ser otimizado;
  • ampliação de possibilidades de aprendizado considerando que a internet proporciona experiências que não caberiam somente na sala de aula.

O futuro da educação está na tecnologia, e o streaming educacional é catalisador deste processo. Continue acompanhando o nosso blog para mais conteúdos como este, e entre em contato com nossos especialistas em streaming educacional para implementar na sua instituição de ensino!

Recent Posts

Leave a Comment